Última hora

Em leitura:

Morte de português em Londres provoca confrontos com a polícia


Reino Unido

Morte de português em Londres provoca confrontos com a polícia

Seis agentes da polícia britânica ficaram feridos e pelo menos quatro pessoas foram detidas, em Londres, após confrontos ocorridos domingo à noite na sequência dos protestos contra a alegada violência policial que terá levado à morte, na semana passada, de um português na capital do Reino Unido.

Edir Frederico Da Costa, de 25 anos, foi interpelado pela polícia por volta, a 15 de junho, por volta das 22 horas locais, no leste de Londres, quando seguia numa viatura com mais duas pessoas.

com um filho e com a namorada grávida do segundo, noticiou o jornal Newham Recorder, Edson, como era conhecido o português, viria a dar entrada num hospital em estado grave após o encontro com a polícia e morreu seis dias depois.


A família e os amigos acusam polícia de brutalidade e recurso a gás lacrimogéneo contra Edson e exigem justiça. Uma investigação foi aberta, mas após uma primeira autópsia não foram encontradas lesões que indiciassem o uso de força excessiva, divulgou sexta-feira a Comissão Independente de Reclamações da Polícia (IPCC, na sigla original).

Os patologistas iriam realizar mais exames para tentar definir a causa da morte, adianta o organismo.


Este domingo, ao fim da tarde, uma manifestação sob o lema “justiça para Edson” concentrou dezenas de pessoas diante da esquadra de Forst Gate, no leste de Londres. O protesto degenerou em confrontos na zona de Stratford, não muito longe.

Os manifestantes acusam as forças policiais de racismo e do uso excessivo de força contra grupos étnicos minoritários.