Última hora

Em leitura:

Uma corrida através do deserto de Gobi


Desporto

Uma corrida através do deserto de Gobi

Correr 250 quilómetros, em 7 dias, através do deserto de Gobi, que se estende do norte da China à Mongólia, parece-lhe algo inimaginável?

Para um número restrito de atletas, vindos dos quatro cantos do mundo, representa o duro desafio que concluíram este fim-de-semana, numa das paisagens mais inóspitas do planeta.

A Gobi March é segunda de quatro etapas que constituem a 4 Deserts Race Series, reconhecida como uma das mais prestigiosas e difíceis provas de “endurance”, que leva um conjunto bastante peculiar de ultra-atletas a atravessar, em quatro momentos distintos do ano, os desertos escaldantes do Sahara, de Gobi e de Atacama, terminando com uma travessia nas paisagens geladas da Antártica.

Este ano, a vitória no deserto de Gobi coube ao australiano Rodric Williams, que efetuou os 250 quilómetros em 28 horas e 43 minutos. Entre as mulheres, a vencedora foi a britânica Clare Thompson, em 31 horas e 48 minutos.


Saiba mais: