Última hora

Há dez anos, Steve Jobs apresentava o iPhone e mudava para sempre a maneira como o mundo encarava os telemóveis.

Hoje, aquele primeiro aparelho pode parecer lento e básico mas em 2007 era uma máquina incrível.

Do ponto de vista vista tecnológico, o iPhone – o dispositivo e o conceito – mudou a forma como comunicamos e consumimos informação.


Na economia, com as aplicações móveis, mudou também muitas coisas. Hoje em dia, são milhões as aplicações disponíveis. De um dia para o outro surgiram indústrias, muitas a valerem milhões de dólares, como por exemplo a Uber.

“A nossa expectativa de podermos encontrar qualquer coisa, em qualquer lugar, e encomendá-la, não importa onde estejamos. Isso mudou o comércio de retalho. Mudou a maneira como as entregas funcionam. Mudou, praticamente, tudo em todas as indústrias”, refere a chefe de redação da CNET, Lindsey Turrentine.

Uma década depois, o iPhone banalizou-se. Desde 29 de junho de 2007 a Apple já vendeu mais de mil milhões de iPhones, em todo o mundo.


Dez anos depois, e já sem Steve Jobs, a Apple prepara-se para apresentar o novo iPhone 8, ao que tudo indica chegará ao mercado em setembro deste ano.