Última hora

Em leitura:

Cardeal George Pell rejeita acusações


Austrália

Cardeal George Pell rejeita acusações

​Com Lusa

​O cardeal australiano ​*​George Pell​*​, secretário da Economia do Estado do ​*​Vatican​​o*, disse que vai comparecer perante a justiça e que está “inocente” das acusações de pedofilia.

A polícia do Estado australiano de Victoria acusou o cardeal​,​ de ​*​76 anos​*,​ de alegados ​“​crimes de abusos sexuais de menores​”:http://pt.euronews.com/2017/06/29/australia-vaticano-tesoueiro-cardeal-geoge-pell-acusacao-pedofilia

​*​George Pell​*​ tem de comparecer perante o ​*​tribunal​*​ de Melbourne, Austrália, no próximo dia 18 de julho.

Principal conselheiro financeiro do papa Francisco e o mais alto representante da Igreja católica na Austrália, George Pell é o ​*​mais alto membro do Vaticano​*​ a ser formalmente indiciado por crimes relacionados com ​*​abuso sexual de menores​*​.

Entretanto, Greg Burke, porta-voz do Vaticano disse que o papa Francisco autorizou a licença pedida pelo cardeal australiano, mas que George Pell mantém o cargo de máximo responsável pelas Finanças da igreja católica.

Durante vários anos, Pell enfrentou alegações que o acusavam de encobrir abusos cometidos por membros da igreja católica na Austrália, quando era arcebispo de Melbourne e depois em Sidney.

Mais recentemente, Pell tornou-se alvo de investigações da polícia de Victoria que o interrogou no Vaticano, em 2016.

A porta-voz da polícia esclareceu que as acusações contra o cardeal nunca foram julgadas em tribunal e que Pell “tem todo o direito de se defender”.

Dados revelados este ano indicam um “número elevado” de casos de pedofilia que envolvem membros da igreja católica no país e que referem que 7% dos padres australianos estiveram envolvidos em casos de pedofilia “nas últimas décadas”.