Última hora

Tropas iraquianas reocupam mesquita histórica de Mossul

Num prenúncio de tempos difíceis para o Daesh, um porta-voz militar iraquiano disse que o "Estado fictício caiu."

Em leitura:

Tropas iraquianas reocupam mesquita histórica de Mossul

Tamanho do texto Aa Aa

O exército iraquiano assegurou, esta quinta-feira, uma vitória simbólica na luta contra o autodenominado Estado Islâmico ao reocupar as ruínas da mesquita Al-Nuri, a mais histórica da Cidade Velha de Mossul.

O anúncio foi feito através de um comunicado das forças militares de Bagdade.


Foi precisamente nesta mesquita, destruída na semana passada na sequência de um ataque perpetrado pelos jihadistas, que o extremista Abu Bakr al-Baghdadi, líder do Daesh, proclamou um califado na Síria e no Iraque no verão de 2014.

O Estado Islâmico rejeitou estar na origem do ataque e culpou a aviação norte-americana pela destruição da mesquita. A acusação foi depois desmentida por Washington.

Num prenúncio de tempos difíceis para o Daesh, um porta-voz militar iraquiano, Yahya Rasool, disse que o “Estado fictício caiu.”

A Cidade Velha de Mossul é a única parte da “capital” do Daesh que ainda está sob controlo dos jihadistas.