Última hora

Em leitura:

Líder das FARC sofre acidente cerebral


Colômbia

Líder das FARC sofre acidente cerebral

Com AFP

O chefe máximo das FARC, Rodrigo Londoño “Timochenko”, sofreu um “ataque isquêmico transitório”, mas a sua evolução é “satisfatória” e está “consciente”, segundo a Agence France Presse.

Londoño, de 59 anos, chegou na manhã de domingo à Corporação Clínica Universidade Cooperativa da Colômbia, na cidade de Villavicencio.

Os médicos do hospital disseram disse que o líder das FARC apresentava sintomas como “alteração da fala” e “uma disfunção da força muscular” no “membro superior esquerdo.”

No entanto, continuará em observação, apesar de estar consciente e “alerta”.

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia divulgaram um comunicado no qual asseguram que o estado de saúde do seu “máximo dirigente, Timoleón Jiménez – outro dos nomes pelos que é conhecido – é estável.

Timochenko sofreu um enfarte em fevereiro de 2015, quando tinham lugar as negociações para o fim do conflito armado, altura em que teve ser assistido num hospital de Havana.