Última hora

Em leitura:

"Breves de Bruxelas": a irritação de Juncker e a evasão fiscal


A redação de Bruxelas

"Breves de Bruxelas": a irritação de Juncker e a evasão fiscal

O Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, criticou duramente os eurodeputados no Parlamento Europeu, terça-feira, devido à sua ausência numa sessão onde deveria falar o primeiro-ministro de Malta.

A atitude de Jean-Claude Juncker tem sido muito criticado pelos eurodeputados e pelo próprio Presidente do Parlamento Europeu. O enviado especial da euronews a Estrasburgo, Sandor Zsiros, entrevistou o ecologista alemão Sven Giegold sobre a polémica.
 
Neste programa que passa em revista a atualidade europeia diária destacamos, ainda, o facto dos eurodeputados quererem forçar as multinacionais a declararem os impostos que pagam em cada país.

A proposta faz parte de um relatório aprovado, ontem, no plenário do Parlamento Europeu, cujo objetivo é aumentar a transparência em relação às empresas cujo volume de negócios global é de, pelo menos, 750 milhões de euros.

De acordo com a Comissão Europeia, a evasão fiscal representa um défice de 50 a 70 mil milhões de euros para os cofres dos países da União Europeia.