Última hora

A espécie equestre Akhal-Teke é considerada não apenas uma das mais antigas do mundo, mas também uma das mais raras. Existem cerca de 8000 destes cavalos em todo o mundo e muitos deles estão ainda no país natal, o Turquemenistão.

Visitámos um complexo em Ashgabat, capital do Turquemenistão. O objetivo dos criadores é aumentar a população.

“Existem cerca de 40 garanhões nesta parte do complexo e durante este ano já registámos perto de 200 novos potros”, contou à euronews, Imam Synykov, um dos tratadores

O preço de base para adquirir um exemplar Akhal-Teke, conhecido pelos turcomenos como “o cavalo dourado” ou “o cavalo do paraíso”, é de cerca de 100 mil dólares (cerca de 90 mil euros). O valor mais alto jamais pago por um cavalo desta espécie está registado em dois milhões de dólares (cerca de 1,75 milhões euros), apurou Maria Kolenyuk, a enviada especial da euronews, a Ashgabat.

Oriundos do deserto de Kara Kum, os cavalos Akhal-Teke desenvolveram-se enfrentando climas extremos. Por isso, tornaram-se resistentes e bons para competições.

O temperamento dos Akhal-Teke é que, no entanto, nem sempre é o melhor. “Quando este cavalo é montado, é realmente bom e fácil de levar. É muito bom trabalhar com ele. Mas quando se desmonta, o cavalo torna-se incontrolável”, explicou-nos a cavaleira Fagilya Zaripova.

Em setembro, cinco cavalos do complexo equestre que visitámos vão competir nos Jogos Asiáticos de arena coberta de Ashgabat.