Última hora

Última hora

Áustria proíbe visita de ministro turco "por razões de segurança"

Em leitura:

Áustria proíbe visita de ministro turco "por razões de segurança"

Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria confirmou esta segunda-feira ter proibido a entrada no país do ministro da economia turco Nihat Zeybeckci.

A visita, para assinalar o aniversário do golpe militar falhado de há um ano na Turquia, foi considerada por Viena como “um perigo para a ordem pública e para a segurança do país”.

A decisão austríaca foi anunciada três dias depois da Holanda ter rejeitado igualmente a visita do vice-primeiro-ministro turco, para assinalar o mesmo aniversário, e depois da Alemanha ter impedido o presidente turco Tayyip Erdogan de se exprimir frente à diáspora do país, à margem da cimeira do G20 em Hamburgo.

Os três países europeus exprimem assim a sua condenação da “purga” levada a cabo pelo governo turco após o golpe falhado de julho do ano passado.

Viena tinha já exigido que a UE suspendesse as negociações de adesão da Turquia, face à repressão que levou à prisão mais de 50 mil pessoas, quando mais de 150 mil foram despedidas ou suspensas das suas funções.

Áustria, Holanda e Alemanha tinham já proibido a entrada de dignitários turcos no território nacional, durante a campanha para o referendo constitucional turco em Abril.