Última hora

Última hora

Iémen: Para além da guerra, a cólera

A cólera afeta já mais de 300 mil pessoas no Iémen. A doença já matou 1700 pessoas

Em leitura:

Iémen: Para além da guerra, a cólera

Tamanho do texto Aa Aa

A epidemia de cólera continua a propagar-se no Iémen. A doença afeta já mais de 300 mil pessoas e as vítimas mortais são já 1700.

Numa mensagem de twitter, o diretor do Comité Inernacional da Cruz Vermelha para o Médio Oriente escreve que a doença atinge todos os dias cerca de 7 mil pessoas.

A cólera tem no país um terreno fértil, com a destruição das infraestruturas médicas e sanitárias por uma guerra que dura há quase dois anos, entre as forças pró-governamentais, apoiadas pela Arábia Saudita e os rebeldes Hutis, apoiados pelo Irão.

As organizações internacionais têm-se mobilizado para levar ao país produtos de tratamento de água e de rehidratação, mas toda a ajuda é pouca, tanto mais que o Iémen está em plena catástrofe humanitária

A população enfrenta uma situação de risco de fome generalizada. Cerca de 17 milhões de pessoas sofrem de subnutrição.

Há vários meses que a Cruz Vermelha, a Organização Mundial da Saúde e os Médicos sem Fronteiras não páram de lançar alertas.