This content is not available in your region

220 incêndios assolam o oeste do Canadá

Access to the comments Comentários
De  Euronews
220 incêndios assolam o oeste do Canadá

<p>As autoridades do Canadá temem uma pioria da situação no oeste do país, sob estado de emergência desde sexta-feira face a uma vaga de centenas de incêndios florestais na região da Colúmbia Britânica. </p> <p>Milhares de bombeiros combatem neste momento mais de 220 fogos, uma dezena dos quais nos arredores de povoações. As chamas levaram à evacuação total de pelo menos três localidades – Mile House, Cache Creek e Williams Lake – com mais de 14 mil residentes deslocados, tendo obrigado ao encerramento parcial ou total de várias madeireiras e minas na região.</p> <p>Lorne Marshall, um residente de Williams Lake, afirma:</p> <p>“O fumo é bastante intenso, de vez em quando diminui antes de tornar-se mais denso. O número de evacuações aumenta à medida que cada vez mais pessoas abandonam as suas casas à procura de refúgio noutras zonas”.</p> <p><blockquote class="twitter-video" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Video of our escape through the Hanceville fires yesterday evening. Hwy 20 was open & it was still daylight above <a href="https://twitter.com/JWagstaffe">@JWagstaffe</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/bcwildfires?src=hash">#bcwildfires</a> <a href="https://t.co/zE91oOD4dW">pic.twitter.com/zE91oOD4dW</a></p>— Sally Aitken (@SallyNAitken) <a href="https://twitter.com/SallyNAitken/status/884596884744019968">July 11, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p><blockquote class="twitter-video" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">This is what Boston Flats near Cache Creek, B.C. looks like after a devastating wildfire ripped through the community. <a href="https://twitter.com/hashtag/bcwildfire?src=hash">#bcwildfire</a> <a href="https://t.co/sfk6K4KbeK">pic.twitter.com/sfk6K4KbeK</a></p>— CBC British Columbia (@cbcnewsbc) <a href="https://twitter.com/cbcnewsbc/status/884598778057052160">July 11, 2017</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>As chamas foram provocadas pelas trovoadas que assolam a região, e propagadas pelos ventos fortes, após três semanas de seca intensa com temperaturas a rondar os 39 graus centígrados. Condições meteorológicas que deverão prolongar-se até ao final da semana, quando está prevista uma nova subida das temperaturas.</p>