Última hora

Última hora

Funerais de mais 71 vítimas de Srebrenica 22 anos depois

A Justiça Internacional concluiu que o que aconteceu em 1995 foi um genocídio.

Em leitura:

Funerais de mais 71 vítimas de Srebrenica 22 anos depois

Tamanho do texto Aa Aa

Com Reuters

Mais de 20 anos depois do massacre da localidade bósnia de Srebrenica, foram enterrados os restos mortais de mais 71 vítimas. São homens e meninos muçulmanos bósnios, massacrados por forças sérvias no que foi descrito pelas Nações Unidas como o maior massacre ocorrido em solo europeu depois da Segunda Grande Guerra Mundial.

Os restos mortais pertencem a grupos isolados e mortos de forma sistemática em 1995, durante a guerra da então Jugoslávia. Se homens e meninos foram mortos, as mulheres e as meninas encontradas nos mesmos grupos foram violadas e sofreram violações sistemáticas.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha fala em cerca de 8 mil vítimas. As Nações Unidas apontam para pouco mais de 7 mil.

De resto, tanto o Tribunal de Internacional de Justiça (ICJ, sigla em língua inglesa) como o Tribunal Penal Internacional para a antiga Jugoslávia (ICTY, sigla em língua inglesa) concluiram que o que aconteceu em Srebrenica em 1995 foi um genocídio.