Última hora

Brexit: Trabalhistas britânicos ameaçam rejeitar Lei da Revogação

O Partido Trabalhista britânico ameaça rejeitar a proposta de lei que explicita as partes da legislação europeia que serão integradas na lei nacional, no âmbito do Brexit. Uma posição que o líder, Jer

Em leitura:

Brexit: Trabalhistas britânicos ameaçam rejeitar Lei da Revogação

Tamanho do texto Aa Aa

O Partido Trabalhista britânico ameaça rejeitar a proposta de lei que explicita as partes da legislação europeia que serão integradas na lei nacional, no âmbito do Brexit.

O maior partido da oposição exige que o governo conservador faça consideráveis alterações.

Uma posição que o líder, Jeremy Corbyn, teve ocasião de apresentar a Michel Barnier, principal negociador por parte da União Europeia, num encontro, quinta-feira, em Bruxelas.

Michel Barnier também se reuniu, no mesmo dia, com a líder da Escócia, Nicola Sturgon, sendo que esta região votou contra o Brexit.

Na maratona de encontros com responsáveis britânicos, o negociador-chefe europeu reuniu-se, ainda, com o líder do País de Gales.

A chamada Lei da Grande Revogação, apresentada quinta-feira, no Parlamento britânico, é a lei da saída do país do União Europeia e vai ser avaliada pelos partidos, que podem propor emendas até ao debate, previsto para o outono.

O ministro para o Brexit, David Davis, afirmou que esta é uma das propostas mais importantes que entraram na Câmara dos Comuns e disse-se confiante de que os deputados da oposição a vão apoiar.

Uma vez aprovada, a lei revogará a Lei das Comunidades Europeias (“European Communities Act”), de 1972, que autorizou a adesão, em 1973, do Reino Unido à então Comunidade Económica Europeia (CEE) e incorporou os tratados europeus no Direito nacional britânico.