This content is not available in your region

Antigo oficial militar soviético também esteve na reunião com Trump Junior

Access to the comments Comentários
De  Antonio Oliveira E Silva
Antigo oficial militar soviético também esteve na reunião com Trump Junior

<p><strong>Com Associated Press e <span class="caps">NBC</span> News</strong></p> <p>Rinat Akhmetshin, lobista com passaportes russo e norte-americano, antigo oficial militar do tempo da União Soviética, confirmou à Associated Press que participou num encontro entre o filho mais velho do presidente dos Estados Unidos, Donald Turmp Junior, o genro do presidente, Jared Kushener e a advogada russa Natalia Veselnitskaya no ano passado.</p> <p>Apesar de ter trabalhado no exército soviético, na área da contra-espionagem, nunca foi treinado para trabalhar como espião, segundo o próprio.</p> <p>Para além de Trump Junior e Jared Kushner, genro do presidente Donald Trump, o antigo diretor da campanha Republicana, Paul Manaforte e o antigo jornalista Rob Goldstone também terão estado no encontro.<br /> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Lobbyist at Trump Jr. meeting is ex-military officer shadowed by allegations of connections to Russian intelligence. <a href="https://t.co/u5f1zLuaH8">https://t.co/u5f1zLuaH8</a></p>— The Associated Press (@AP) <a href="https://twitter.com/AP/status/885974967057305600">14 de julho de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <br /> A presença de Akhmetshin na Torre Trump parece ter sido ocultada por Trump Junior, cujo objetivo seria receber ajuda da parte da Rússia para que o candidato do Partido Republicano pudesse ser eleito.</p> <p>Rinat Akhmetshin confirmou ainda à agência noticiosa norte-americana que manteve outro contacto com o filho mais velho de Trump, em junho do mesmo ano. <br /> <br /> <strong>Investigações da parte do poder legislativo</strong><br /> <br /> À medida que vão sendo descobertos mais detalhes sobre os encontros, os investigadores a nível legislativo (câmara baixa) e Federal procuram possíveis ligações entre a candidatura Republicana e interesses russos.<br /> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Who is the Russian-American lobbyist who met the Trump team? <a href="https://t.co/u2iSaOf9tN">https://t.co/u2iSaOf9tN</a> <a href="https://t.co/Mw9QcZt8gq">pic.twitter.com/Mw9QcZt8gq</a></p>— <span class="caps">NBC</span> News (@NBCNews) <a href="https://twitter.com/NBCNews/status/885990053566173184">14 de julho de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <br /> Depois da entrevista da advogada russa Natalia Veselnitskaya à cadeia de televisão dos Estados Unidos <span class="caps">NBC</span>, Trump Junior deu a conhecer o conteúdo dos correios eletrónicos que trocou com alegados contactos da advogada, que teria a intenção de fornecer informações prejudiciais à campanha da candidata Democrata, Hillary Clinton.</p> <p>Uma versão corroborada por Akhmetshin, que disse à AP ter acompanhado a advogada até ao local do encontro. O antigo agente soviético disse ainda que Veselnitskaya apresentou uma série de documentos aos presentes na reunião e sugeriu que o conteúdo dos mesmos poderia provar que a campanha Democrata também recebia fundos com origem em interesses russos.</p> <p>O Governo russo afirma não ter qualquer relação com Rinat Akhmetshin<br /> <br /> <strong>Democratas querem ir saber mais</strong><br /> <br /> Nancy Pelosi, a líder da minoria na Câmara dos Representantes, disse que o mais importante seria o acesso aos conteúdos das mensagens trocadas entre as pessoas visadas na investigação:</p> <p>“É importante que tenhamos acesso a toda a comunicação feita a nível digital, <br /> realizada através dos sistemas de mensagem tipo chat, correios eletrónicos, mensagens por telemovel, seja o que for, toda a comunicação entre os membros da família Trump <br /> e entre os membros da Administração Trump”, disse Pelosi.<br /> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Republicans want to ignore reality. That is completely unacceptable. The Trump Admin must be held accountable. <a href="https://twitter.com/hashtag/WakeUpGOP?src=hash">#WakeUpGOP</a> <a href="https://t.co/dFYhot2I1E">pic.twitter.com/dFYhot2I1E</a></p>— Nancy Pelosi (@NancyPelosi) <a href="https://twitter.com/NancyPelosi/status/885891357902090240">14 de julho de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <br /> </p>