This content is not available in your region

Situação evolui devagar em Raqqa

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
Situação evolui devagar em Raqqa

<p>As forças que lutam contra os militantes do grupo Estado Islâmico, apoiadas pelos <span class="caps">EUA</span>, avança devagar, em Raqqa, devido às minas colocadas no terreno pelos extremistas. A informação é avançada por um comandante das Forças Democráticas Sírias. Até agora cerca de 35 por cento da cidade foi libertada. Os perigos persistem: </p> <p>“Neste momento, os desafios que enfrentamos são os civis que estão a ser usados como escudos humanos e as minas em áreas civis. Por isso, os camaradas estão a movimentar-se devagar, para a segurança dos civis. Na verdade, apelámos sempre aos civis para encontrarem um lugar seguro”, explicou um comandante curdo. </p> <p>Dezenas de civis fugiram das áreas controladas pelos extremistas mas muitos permanecem presos. A 30 quilómetros de Raqqa fica localizada a cidade de al-Rasafa que foi libertada, no início do mês, pelas forças governamentais sírias. </p> <p>A localidade tem inúmeros poços de petróleo, mas também monumentos e edifícios históricos nos quais o Daesh colocou minas antes de os abandonar. O domínio levado a cabo pelo grupo Estado Islâmico resultou em danos consideráveis no espólio arquitetónico da cidade.</p>