Última hora

Em leitura:

Dark Web: menos dois sítios de ilegalidade online


mundo

Dark Web: menos dois sítios de ilegalidade online

Esforços conjuntos das polícias americana e europeia redundaram no encerramento de dois importantes sítios da chamada dark web.

Alphabay e Hansa eram abastecedores na internet de drogas, produtos contrafeitos, armas, dados pessoais roubados, vírus informáticos, entre outros items ilegais.


Wilbert Paulissen, do Departamento de Investigação Criminal holandês declarou em conferência de imprensa: “O essencial é que nós enquanto força policial, e com o departamento de justiça, conseguimos apoderar-nos completamente do website Hansa e está sob nosso total controlo.”

No AlphaBay, foram identificados mais de 40 mil vendedores com cerca de 250 mil ofertas de drogas e químicos ilegais, segundo a Europol.

Jeff Sessions, Procurador-Geral dos Estados Unidos, também prestou declarações públicas sobre aquilo que classificou como uma das maiores operações de deteção e neutralização na dark web: “Que fique claro: as forças da lei e da justiça enfrentam desafios de criminosos e de organizações criminosas transnacionais que pensam poder cometer crimes com impunidade no lado obscuro do online.”

O fundador do Alphabay era um cidadão canadiano de 25 anos, preso em Julho na Tailândia e que se suicidou.

Utilizando o serviço Tor para garantir anonimato e fazendo as transações em bitcoin para impedir rastreio financeiro, o Alphabay era dez vezes maior que o Silk Road, um sítio online similar fechado em 2013 pelas autoridades.