Última hora

Em leitura:

Donald Trump diz ter "poderes absolutos para perdoar"


EUA

Donald Trump diz ter "poderes absolutos para perdoar"

Donald Trump afirmou que tem “poderes absolutos para perdoar” crimes, fazendo aumentar a especulação de que poderá ignorar as conclusões das autoridades que estão a investigar a alegada interferência da Rússia nas eleições presidenciais do ano passado.

Recorrendo à rede social Twitter, o presidente norte-americano criticou, ainda, os meios de comunicação social por “divulgações ilegais”


Segundo os media do país, Trump tem reunido com juristas para analisar quais os limites dos perdões presidenciais. O jornal “The Washingthon Post”, avançou que o presidente pretende saber se pode indultar os assessores, membros da sua família e a si mesmo.

Donald Trump referiu-se, ainda, à informação revelada pelo mesmo periódico na sexta-feira, sobre as atividades do procurador-geral dos Estados Unidos da América, Jeff Sessions, durante a campanha eleitoral.


Sessions, na época senador, reuniu-se com o embaixador russo em Washington, Sergei Kislyak, sobre assuntos relacionados com a campanha de Trump, algo que o atual procurador-geral negou, até ao momento.

O presidente norte-americano questionou, ainda, por que razão apenas a sua equipa está a ser investigada, deixando de fora a candidata democrata, Hillary Clinton e o antigo diretor do FBI, James Comey.