Última hora

Protestos em Moscovo por uma internet livre

Em leitura:

Protestos em Moscovo por uma internet livre

Tamanho do texto Aa Aa

“Não à censura, não à ditadura” ou “Abaixo o Estado policial”, alguns dos lemas gritados nas ruas de Moscovo este domingo por cerca de um milhar de russos contra o reforço da monitorização online, restrições no uso da internet e processos judiciais com acusações de propaganda extrema nesta plataforma.

O apelo à manifestação veio do partido de oposição Parnas e agregou vários movimentos sociais.

Um participante bastante jovem da manifestação declarava: “Eu venho hoje aqui porque sou pela liberdade de expressão e de uso da internet. Estas são as nossas ideias de liberdade. Precisamos de nos manifestar por todas as liberdades. E no nosso país a internet é o último sítio onde podemos expressar a nossa opinião individual.”

Um outro, mais velho, falou do controlo exercido sobre a população: “Acho que o objectivo do governo é reduzir a educação e o acesso à informação por parte da população e, nestas condições, pode-se fazer a população acreditar no que se quer: que o país é o melhor de todos, o mais inteligente. Na realidade, está a tornar-se apenas estúpido.”

Na sexta feira passada o parlamento russo aprovou uma lei que proíbe o uso de programas informáticos que permitem aceder anonimamente a sites bloqueados no país e votou uma lei que obriga à identificação através de um número de telefone para aceder a mensagens online.