Última hora

Genro de Trump nega colusão com a Rússia

Em leitura:

Genro de Trump nega colusão com a Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

O genro e assessor de Donald Trump nega qualquer colusão com a Rússia. Jared Kushner compareceu esta segunda-feira frente à Comissão dos Serviços Secretos do Congresso para explicar-se sobre a alegada interferência russa nas eleições de Novembro. Uma audição à porta fechada, durante a qual Kushner admitiu ter-se reunido com o embaixador russo nos Estados Unidos por duas vezes durante a campanha eleitoral, assim como com um banqueiro russo próximo de Vladimir Putin.

Numa carta de 11 páginas endereçada ao Congresso, o marido de Ivanka Trump sublinha a sua inexperiência em política, antes de garantir que, “não houve qualquer colusão, nem sei de nenhum caso de colusão por parte da equipa de campanha com governos estrangeiros, não tive nenhum contacto indevido”.

Ao contrário do que avançava até agora a imprensa, Kushner garantiu igualmente não ter abordado a questão do fim das sanções à Rússia com os seus interlocutores, nem de ter tentado criar um canal secreto de comunicações entre Washington e Moscovo sobre a situação na Síria.

O genro de Trump é o primeiro elemento do círculo familiar do presidente a ser ouvido pelo Congresso, que aguarda ainda as explicações de Trump Junior. O novo inquilino da Casa Branca, que denuncia uma “caça às bruxas”, afirmou esta segunda-feira que, “o Congresso faria melhor se investigasse (a sua ex-rival) Hillary Clinton”.