Última hora

Em leitura:

Ativistas dos direitos humanos em protesto antes de reunião UE-Turquia


A redação de Bruxelas

Ativistas dos direitos humanos em protesto antes de reunião UE-Turquia

Membros de organizações de defesa dos direitos humanos manifestaram-se, em Bruxelas, contra a detenção de ativistas na Turquia por alegada ligação a terroristas.

O secretário-geral da Amnistia Internacional (AI), Salil Shetty, foi recebido pela chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini.

“Este é um momento decisivo para a sociedade civil na Turquia e é um momento decisivo para a comunidade internacional na sua relação com a Turquia. Essas relações precisam mudar e os nossos colegas da comunidade dos direitos humanos na Turquia devem ser libertados e apoiados”, disse, à euronews, John Dalhuisen, diretor regional da AI para a Europa e Ásia Central.

Federica Mogherini ouviu a organização antes de receber o ministro dos Negócios Estrangeiros turco, Mevlüt Çavuşoğlu, com o qual vai analisar a relação bilateral.

Na véspera, outro membro do executivo europeu tinha mostrado preocupação pela deriva autoritária do Presidente Recep Tayyip Erdogan.

“O país está, por assim dizer, a afastar-se dos valores europeus e isso terá, certamente, um impacto no relacionamento específico que a Turquia espera ter no futuro com a União Europeia”, disse Johannes Hahn, comissário europeu para o Alargamento.

Numa semana, a Amnistia Internacional e a Avaaz recolheram quase 900 mil assinaturas a pedir o fim dos processos contra colegas de várias organizações, dos quais sete estão na prisão.