Última hora

Em leitura:

Construtoras de automóveis não querem perder o elétrico


Mundo

Construtoras de automóveis não querem perder o elétrico

A Toyota desenvolve atualmente um projeto para construir um veículo elétrico, alimentado por uma bateria com níveis de autonomia nunca antes alcançados, ao mesmo tempo que procura tempos de recarga mais reduzidos.

A japonesa esperar colocar o carro no mercado em cinco anos, tendo em conta uma apertada concorrência, sempre atenta.

Um passo à frente que quer estar também a BMW. A marca bávara anunciou que o novo Mini elétrico vai ser produzido em Oxford, no Reino Unido, a partir de 2019.

Várias localizações foram tidas em conta, como os Países Baixos e a Alemanha, mas o Mini elétrico vai mesmo ser produzido no pais de origem.

A corrida aos elétricos já chegou à alta competição, pelo menos, na Alemanha. A Mercedes anunciou que vai deixar o campeonato de turismo alemão no próximo ano. A alemã junta-se à chamada Formula E na temporada 2019/2020.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Lucros da Alphabet caem 27% devido a multa de Bruxelas

Economia

Lucros da Alphabet caem 27% devido a multa de Bruxelas