Última hora

Abbas exige retirada das medidas de segurança na Esplanada das Mesquitas

As autoridades israelitas decidiram substituir os detetores de metais por um sistema de videovigilância, mas a tensão entre israelitas e palestinianos não acalmou.

Em leitura:

Abbas exige retirada das medidas de segurança na Esplanada das Mesquitas

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, exige a retirada de todas as medidas de segurança implementadas por Israel, na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém: “todas as novas medidas israelitas implementadas desde 14 de julho até hoje devem ser removidas, para que tudo possa voltar ao normal em Jerusalém e para que possamos retomar as relações bilaterais”.

As autoridades israelitas decidiram substituir os detetores de metais por um sistema de videovigilância, mas a tensão entre israelitas e palestinianos não acalmou.
Como forma de protesto centenas de fiéis voltaram a rezar no exterior do local sagrado.

O embaixador de Israel nas Nações Unidas, Danny Danon, acusou os palestinianos de levantarem ondas de violência em Jerusalém: “a principal prioridade de Israel é manter a segurança e a segurança de todos os visitantes. A principal prioridade dos palestinianos é incitar à violência… Abbas não só tem a audácia de reivindicar a paz, como também financia, promove e glorifica o terror”.

As medidas de segurança não foram bem recebidas pelos palestinianos apoiados por organizações não governamentais de direitos humanos. A Palestina pretende ver todas estas medidas removidas, depois de mais de uma semana de protestos que provocaram a morte a, pelo menos, cinco palestinianos.