Última hora

Em leitura:

'Brexit' trava crescimento da economia britânica


Economia

'Brexit' trava crescimento da economia britânica

O divórcio do “Brexit” e o impasse nas negociações com a União Europeia passa fatura à economia britânica, com um crescimento de apenas 0,3% do PIB no segundo trimestre do ano, abaixo das expetativas do Banco de Inglaterra (0,4%).

Distante dos 1,8% registados no ano passado, a evolução da economia do país permanece morosa, com o instituto de estatísticas britânico a falar de uma “desacelaração notável” em 2017, penalizada pelo aumento da inflação que reflete a queda da libra esterlina.

Uma situação relativizada pelo ministro das Finanças, Philip Hammond:

“Trata-se um desempenho estável no segundo trimestre, estivémos a crescer durante quatro anos e meio e criámos níveis recorde de emprego, temos que estar orgulhosos disso, mas não podemos ser complacentes”.

O fraco crescimento é impulsionado quase exclusivamente pelo setor dos serviços, em especial o retalho e a indústria cinematográfica, com os setores da produção e da construção no vermelho.

Segundo o analista Jasper Lawler:

“É preciso ver que assistimos a uma desacelaração da economia britânica, exatamente aquilo que se temia na véspera do voto do ‘Brexit’ e que agora parece estar a concretizar-se”.

No início da semana o Fundo Monetário Internacional tinha já confirmado a tendência, ao rever em baixa as perspetivas de crescimento para este ano de 2% para 1,7%, quando alguns analistas prevêm mesmo uma queda para 1,3% em 2018.