Última hora

Em leitura:

ONU recomenda a Bissau aplicação de Acordos de Conacri


Guiné-Bissau

ONU recomenda a Bissau aplicação de Acordos de Conacri

Com Lusa

As Nações Unidas pedem aos líderes da Guiné-Bissau que cumpram os chamados Acordos de Conacri de outubro de 2016.

O Conselho de Segurança da ONU diz que o cumprimento dos Acordos é essencial para ser resolvido o impasse político no país.

A ONU elogiou esta terça-feira o papel da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, a CDAO, em todo o processo.

O atual Governo da guiné-bissau, dirigido pelo primeiro-ministro Umaro Sissoco Embaló, é de iniciativa presidencial e não conta com o apoio do partido que ganhou as eleições com maioria absoluta.

A Guiné-Bissau vive uma situação de crise institucional desde as legislativas, com um afastamento entre o PAIGC e o Presidente da República.

Os acordos de Conacri prevêem a formação de um governo de união nacional e a nomeação de um primeiro-ministro definido como de consenso entre os diferentes partidos.