Última hora

Em leitura:

Comissão europeia quer padrões uniformes de qualidade alimentar


A redação de Bruxelas

Comissão europeia quer padrões uniformes de qualidade alimentar

A Comissão Europeia afirma que na Europa não há lugar para consumidores de segunda categoria. As palavras de Jean-Claude Juncker foram proferidas esta quinta-feira em Bruxelas após um encontro com o primeiro-ministro eslovaco, Robert Fico a propósito da controversa questão de padrões de qualidade diferenciados em produtos alimentares.

“Os consumidores eslovacos têm direito a terem produtos da mesma qualidade. Não estamos a lidar com esta questão de forma negligente. É uma questão em que temos que provar enquanto Comissão, enquanto União Europeia, que não há cidadãos de segunda classe na Europa. Todos os cidadãos têm direitos iguais porque têm dignidade igual”, disse Juncker após o encontro.

As declarações de Juncker remetem para a questão da ausência de um padrão uniforme de qualidade de produtos alimentares aplicável em toda a União Europeia.

A Polónia, Eslováquia, República Checa, Hungria e Bulgária afirmam que a qualidade de alguns produtos comercializados por empresas ocidentais sob uma mesma marca é inferior nestes países por comparação aos mesmos produtos comercializados em outros países como a Áustria e Alemanha.

Nos últimos anos, a questão de padrões de qualidade alimentar diferenciados na União Europeia tem vindo a ganhar visibilidade. A origem do problema remete para a qualidade inferior de alguns produtos, na sua maioria provenientes de países da Europa de leste, e que são vendidos sob uma mesma marca, o que gera uma situação de discriminação ao nível dos consumidores.

ALL VIEWS

Clique para descobrir
Advogado-geral do Tribunal de Justiça da União Europeia rejeita queixas de Budapeste e Bratislava

A redação de Bruxelas

Advogado-geral do Tribunal de Justiça da União Europeia rejeita queixas de Budapeste e Bratislava