Última hora

Em leitura:

Manchester City "atropela" (4-1) Real Madrid em Los Angeles


Desporto

Manchester City "atropela" (4-1) Real Madrid em Los Angeles

Com cerca de 90 mil pessoas nas bancadas, o Manchester City deu quarta-feira, em Los Angeles, nos Estados Unidos, uma lição de “bola” ao Real Madrid, em mais uma partida integrada no torneio de pré-temporada “International Champions Cup”, que decorre também no sudeste da Ásia.

O jogo marcou a estreia do brasileiro Danilo pelos “citizens”. O lateral-direito ex-FC Porto trocou no fim de semana o Real Madrid pelo Manchester City, num negócio avaliado em 30 milhões de euros, com o clube português a ter direito ainda a 600 mil euros ao abrigo do mecanismo de solidariedade da FIFA.

Após uma primeira parte em que os guarda-redes Edrson (Manchester City) e Keylor Navas (Real Madrid) estiveram em destaque, os golos surgiram apenas no segundo tempo. O primeiro pelo argentino ex-FC Porto Nicolas Otamendi, em recarga a um cabeceamento de John Stones defendido por Kiko Casilla, entretanto incluído na partida.


Pouco depois, o belga Kevin De Bruyne, o rei das assistências nesta partida (já havia marcado o canto na origem do 1-0), lançou Raheem Sterling para o segundo golo no jogo. Ainda nem tinham passado dez minutos e De Bruyne já servia o defesa John Stones para o 3-0 após um aparente canto “de laboratório”. A defesa da equipa de Zinedine Zidane andava aos papéis.

À entrada nos derradeiros dez minutos, o espanhol de apenas 17 anos Brahim Diaz assinou uma obra de arte e colocou os ingleses a vencer 4-0.

A poucos dias de reeditar o “El Clássico” diante do Barcelona neste mesmo torneio (sábado, em Miami) e ainda sem Cristiano Ronaldo, que continua de férias, o melhor que o Real Madrid conseguiu foi reduzir num também espetacular golo de outra jovem promessa espanhola: Oscar Rodriguez.

A festa foi contudo de Pep Guardiola e do jovem Brahim Diaz, contratado pelos “citizens” ao Málaga em 2013, por 300 mil euros, quando tinha apenas 14 anos.