Última hora

Vida de cão no Dubai

Vida de cão é dura, quando os dias são quentes, e especialmente no Dubai. A pensar no desconforto dos canídeos, três amigos decidiram criar no Dubai

Em leitura:

Vida de cão no Dubai

Tamanho do texto Aa Aa

Vida de cão é dura, quando os dias são quentes, e especialmente no Dubai. A pensar no desconforto dos canídeos, três amigos decidiram criar no Dubai o maior parque fechado do mundo para cães.

Chama-se “A minha segunda casa”. Um centro de férias com 200 apartamentos de luxo e com tudo o conforto que um cão poderia desejar.

Os preços vão desde 25 euros por uma diária, a 125 euros por uma noite. Existem as opções de um taxi coletivo ou de transporte privado para recolher e levar a casa os animais.

Vaughn Pillay, um dos responsáveis, explicou à euronews como surgiu a ideia:

“Tivémos esta ideia um dia à beira de um dos lagos nos arredores de Dubai. Pensámos que faz demasiado calor para os cães poderem brincar na rua e decidimos abrir um espaço onde se pode ter um parque interior cão com uma piscina.”

Como no mundo real, nem todos os cães têm a existência facilitada no Dubai. De acordo com a ONG Animal Action, um número recorde de animais de estimação é abandonado todos os anos nos Emirados Árabes Unidos, no verão.