Última hora

O Instituto Nacional de Estatística português reviu em baixa, 0,2 por cento, a taxa de desemprego de maio para 9,2%. Trata-se do valor mais baixo desde novembro de 2008. O INE estima, para junho, nova descida para 9,0%, o que representa uma quebra de mais de dois pontos percentuais em relação a igual período do ano passado.

Segundo o organismo, em junho, a taxa de desemprego das mulheres (9,5%) excedeu a dos homens (8,5%). Já a relativa aos jovens situou-se nos 23,4%, ou seja, baixou 0,5 pontos percentuais em relação a maio.

A taxa de desemprego entre a população adulta foi de 7,9%, uma diminuição de 0,2 por cento em relação ao mês anterior.

Outros dados provisórios, apresentados, esta sexta-feira pelo INE dão conta de que, em julho, os indicadores de clima económico e da confiança dos consumidores aumentaram nos últimos sete meses, atingindo em julho o máximo desde junho de 2002.