Última hora

Em leitura:

Parlamento brasileiro decide destino de Michel Temer


Brasil

Parlamento brasileiro decide destino de Michel Temer

É um dia decisivo para o Brasil.

Os deputados da câmara baixa do Parlamento brasileiro decidem, esta quarta-feira, se autorizam ou não que prossiga uma denúncia de corrupção passiva feita, em junho, pela Procuradoria-Geral da República contra Michel Temer.

O presidente foi, na noite de terça-feira, a um jantar com deputados, buscando apoio e votos para evitar que a denúncia prossiga para o Supremo Tribunal Federal.

Para que haja votação, é necessário que estejam presentes pelo menos 342 dos 513 deputados em plenário.
Os apoiantes de Michel Temer acreditam conseguir o voto de 280 parlamentares e querem votar para encerrar o caso.

A oposição discute a possibilidade de evitar o quórum mínimo, uma vez que não detém o número suficiente de deputados para fazer com a denúncia prossiga.

Caso o processo seja autorizado e o Supremo Tribunal aceite a denúncia, o presidente é afastado, de imediato, por 180 dias e julgado por onze juízes.

Se condenado, Michel Temer será destituído e serão convocadas eleições indiretas, no Congresso.

Nas ruas, prosseguem os protestos contra o presidente.

De acordo com as últimas sondagens do do instituto de pesquisa IBOPE, apenas 5% dos brasileiros apoiam o atual Governo.