Última hora

Em leitura:

A derrota mais dolorosa para Usain Bolt


Desporto

A derrota mais dolorosa para Usain Bolt

O norte-americano Justin Gatlin estragou a festa de Usain Bolt nos Mundiais de Atletismo, em Londres. O jamaicano, conhecido como “o homem relâmpago”, despediu-se, este sábado, dos 100 metros sem o tão desejado quarto ouro. Terceiro na corrida, Bolt sai de cena com medalha de bronze.

Já Gatlin, assobiado pelo público pelo envolvimento num caso de doping, conquistou o segundo título mundial e descreveu a vitória sobre Bolt como “surreal”: “Foi um momento emocionante para mim. Pensei todo o tempo no que faria se vencesse e acabei por não fazer nada do que pensei. Julguei que começaria a pular de alegria mas no fim foi um momento de respeito para com Usain Bolt, pelo que significou para mim e para a minha carreira. A primeira coisa que fiz foi prestar-lhe homenagem. Ajoelhei-me e prestei-lhe homenagem.”

Esta foi a primeira vez que Bolt perdeu uma final dos 100 metros numa grande competição.

“Foi bem merecido. Durante anos disse que Justin Gatlin é um excelente adversário. Se não estamos física e mentalmente preparados vencem-nos. Foi o que aconteceu. O meu começo foi aterrador como sempre e é surpreendente. O meu corpo diz-me que chegou a hora. As pernas doem-me. É a primeira vez que corro e me doem as pernas. Por isso chegou a hora de partir”, disse Usain Bolt.

O velocista ainda vai correr a estafeta de 4X100 metros, prova na qual tem dois títulos olímpicos e quatro mundiais.