This content is not available in your region

ONU aprova sanções mais duras contra regime de Kim Jong-un

Access to the comments Comentários
De  Pedro Sacadura  com REUTERS, AFP
ONU aprova sanções mais duras contra regime de Kim Jong-un

<p>Era a resposta que faltava aos testes de mísseis realizados pela Coreia do Norte a 4 e 28 de julho. O Conselho de Segurança da <span class="caps">ONU</span> aprovou este sábado, por unanimidade, uma resolução para agravar as sanções contra Pyongyang.</p> <p>A iniciativa proposta pelos Estados Unidos conseguiu o apoio da Rússia e da China, o principal aliado do regime de Kim Jong-un, que deixou, no entanto, uma ressalva.</p> <p>“A deslocação do sistema antimíssil norte-americano <span class="caps">THAAD</span> para a Coreia do Sul não trará uma solução para o problema dos testes nucleares e para o lançamento de mísseis pela República Popular Democrática da Coreia. Na prática, o que fará é enfraquecer o equilíbrio estratégico da região e isso é prejudicial para o interesse de segurança estratégica dos países regionais, incluindo a China”, disse o embaixador da China na <span class="caps">ONU</span>, Liu Jieyi.</p> <p>O regime de Pyongyang é acusado pelas Nações Unidas de “desvio massivo de escassos recursos” para desenvolver “armas nucleares e programas de mísseis balísticos.”</p> <p>“O que se segue está completamente dependente da Coreia do Norte. Espero que respondam parando a atividade nuclear irresponsável, usando os rendimentos para dar de comer ao povo em vez de se envolverem em programas nucleares imprudentes. A bola está agora no campo da Coreia do Norte”, disse a embaixadora dos Estados Unidos na <span class="caps">ONU</span>, Nikki Haley.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">The US led resolution passed by the SC on N. Korea will be a loss of 1/3 of their exports = over $1 billion in hard currency <a href="https://twitter.com/hashtag/ANewDayAtTheUN?src=hash">#ANewDayAtTheUN</a> <a href="https://t.co/gnursgwfCV">pic.twitter.com/gnursgwfCV</a></p>— Nikki Haley (@nikkihaley) <a href="https://twitter.com/nikkihaley/status/893947194373525505">August 5, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Na prática, prevê-se que as novas e duras sanções reduzam em mil, os três mil milhões dólares anuais que a Coreia do Norte arrecada em receitas resultantes das exportações.</p> <p>Estão banidas as exportações de carvão, ferro, minério de ferro, chumbo, minério de chumbo e frutos do mar oriundas do país.</p> <p>A resolução, aprovada este sábado, também proíbe aos países aumentar a contratação de trabalhadores norte-coreanos e de empreender novas alianças empresariais.</p>