Última hora

“Nunca mais” – as palavras que ecoam há 72 anos de Hiroxima. O Japão assinala o septuagésimo segundo aniversário do lançamento da bomba atómica sobre a cidade nipónica durante a II Guerra Mundial.

Este ano, os apelos de paz são renovados com um caráter mais urgente, devido à tensão com a Coreia do Norte.

“Aqui, na cidade de Hiroxima, eu renovo a minha promessa de fazer tudo ao meu alcance para um mundo livre do nuclear e sob uma paz eterna. Eu também rezo pelas vítimas da bomba A e as famílias enlutadas, aquelas que aqui estão e também os cidadãos de Hiroxima”, declarou o primeiro-ministro Shinzo Abe.

As cerimónias decorreram no parque da paz, perto do epicentro da devastadora explosão atómica e começou com um minuto de silêncio por volta das 8 e um quarto, o momento do impacto da bomba apelidada de “Little Boy”, largada pelo B-29 “Enola Gay”.

Três dias depois da bomba em Hiroxima, que causou 140 mil mortos, os Estados Unidos lançaram, a 9 de agosto de 1945, uma segunda bomba atómica sobre Nagasáqui.

Foi a capitulação do Japão e fim da II Guerra Mundial.