Última hora

Em leitura:

40 fogos ardem na Sicília: detidos 15 bombeiros "pirómanos"


Itália

40 fogos ardem na Sicília: detidos 15 bombeiros "pirómanos"

São cerca de 40 os incêndios que lavram atualmente na ilha da Sícilia, em Itália. Um deles nas proximidades do Vale do Templo, onde está localizado um antigo templo grego, classificado como Património da Humanidade pela UNESCO.

Também na Sícilia, em Ragusa, 15 bombeiros voluntários foram detidos por suspeita de fogo posto. De acordo com a investigação, este grupo ateava os incêndios e apresentava-se para os apagar, com o objetivo de receber o prémio de 10 euros por hora atribuído pelo estado para as situações de emergência.

O comando da unidade verificava há algum tempo, um número anormal de intervenções por parte desta equipa.

Antonino Morabito da Liga do Ambiente explica: “as causas dos incêndios florestais são típicas da área rural mediterrânica. Umas estão relcionadas com o pastoreio e a renovação do pasto para os animais, outras têm origem fraudulenta – não manutenção das florestas – ou ainda os fogos postos para o trabalho sazonal de bombeiros, como aconteceu tristemente nos últimos dias”.

A Itália é o país da União Europeia onde deflagraram mais incêndios em 2017. Só este verão, contam-se já 371 fogos florestais, com um total de 72 mil hectares ardidos. Em termos de área ardida, é Portugal o país mais afetado, com mais de 115 mil hectares destruídos pelas chamas.