Última hora

ONU: violência na RDC poderá ter impacto regional

Todos os serviços humanitários da ONU foram mobilizados para ajudar as populações da região de Kasai, alvo de massacres e abusos extremos.

Em leitura:

ONU: violência na RDC poderá ter impacto regional

Tamanho do texto Aa Aa

A violência extrema que se vive na República Democrática do Congo (RDC) terá consequências dramáticas não apenas para as populações mas também para a estabilidade da região.

O alerta foi lançado, esta segunda-feira, pelo coordenador dos serviços humanitários das Nações Unidas.

Todos os serviços da agência da ONU foram mobilizados para ajudar as populações da região de Kasai, alvo de massacres e abusos extremos.

Em Nova Iorque, o coordenador dos serviços humanitários da ONU, Stephen O’Brien, denunciou a atual “inação” da comunidade internacional.

“Perante os milhões de mulheres, homens, raparigas e rapazes da RDC em risco, é nosso dever dar uma resposta humanitária e política para apoiar a população e a sua vontade de sobreviver”, disse Stephen O’Brien.

No último ano, quase 1,5 milhões de pessoas foram forçadas a abandonar as casas. Não há escolas e muitos centros de saúde foram destruídos. Crianças são drogadas e incorporadas em grupos armados.

Cerca de meio milhão de pessoas fugiram para os países vizinhos. 30.000 procuraram refúgio no norte de Angola.

A agência da ONU alerta também para a atual falta de meios financeiros. Apenas um quarto da ajuda prevista para a RDC foi disponibilizada.