Última hora

Em leitura:

Trump responde a Pyongyang reafirmando o poder nuclear dos Estados Unidos


EUA

Trump responde a Pyongyang reafirmando o poder nuclear dos Estados Unidos

As mais recentes sanções impostas pelas Nações Unidas à Coreia do Norte motivaram a manifestação gigante que as autoridades de Pyongyang organizaram, quarta-feira, na capital do país.

Na terça-feira, Pyongyang, tinha ameaçado atacar a Ilha de Guam. O pequeno território norte-americano no meio do Pacífico é essencial para os Estados Unidos do ponto de vista militar.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reagiu à ameaça usando a conta twitter para dizer que, após a sua ordem de modernização, “o arsenal nuclear norte-americano ficou mais forte do que nunca” e que “os Estados Unidos serão sempre a nação mais poderosa do Mundo”.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, esteve na ilha de Guam, quarta-feira, e minimizou as especulações de que as ameaças da Coreia do Norte podiam levar os Estados Unidos a uma opção militar.

“Acho que os americanos devem dormir descansados, não precisam de se preocupar com a retórica, particular, dos últimos dias. Penso que o Presidente, como comandante supremo, considerou necessário fazer uma declaração muito forte dirigida à norte Coreia do Norte. Acho que o Presidente estava apenas a reafirmar que os Estados Unidos têm a capacidade de se defender de qualquer ataque e defender os seus aliados. E é o que faremos,” afirmou Rex Tillerson.

Dois manifestantes abatidos pela polícia em Nairobi

Quénia

Dois manifestantes abatidos pela polícia em Nairobi