Última hora

Nadal perde título para Shapovalov e a hipótese de destronar Murray

Se vencesse o Masters do Canadá, o espanhol ultrapassava já o líder do "ranking" ATP; Federer segue para os quartos e entra na luta pelo "número 1."

Em leitura:

Nadal perde título para Shapovalov e a hipótese de destronar Murray

Tamanho do texto Aa Aa

Rafael Nadal perdeu mais do que um jogo esta quinta-feira à noite no Masters do Canadá. Diante do promissor canadiano Denis Shapovalov, de apenas 18 anos, o espanhol, de 31, falhou também o regresso já esta semana a número um do mundo e perdeu ainda o título do mais jovem a vencer um tenista do Top-2 num encontro sem desistências que detinha desde 2004 (quando bateu Federer no primeiro duelo entre ambos).

O canadiano tornou-se ainda no mais jovem tenista a qualificar-se para os quartos-de-final de um Masters 1000 do ATP e no segundo mais jovem a derrotar Nadal (Borna Coric venceu o espanhol antes de celebrar os 18 anos).

Nos oitavos de final desta também apelidada Taça Rogers, o número dois do mundo ainda venceu o primeiro set (6-3), mas perdeu o segundo (4-6) e, no decisivo, também acabou derrotado num “tie break” (6-7/4).





Nos “quartos”, Shapovalov, número 143 do “ranking” que entrou neste torneio por convite (“wild card”), vai agora enfrentar o francês Adrian Mannarino, número 42 do mundo.

Em prova continua Roger Federer. Acabado de celebrar 36 anos a oito de agosto e atual número três do ranking, o suíço enfrentou David Ferrer, de 35.

O espanhol começou mais forte que o recente campeão de Wimbledon e venceu o primeiro set (6-4). Federer empatou no segundo na mesma moeda (4-6) e, no decisivo, venceu por claros 6-2.


Na próxima ronda, o suíço enfrenta outro espanhol, o atual número 16 do ranking ATP, Roberto Bautista. Para a próxima semana, Federer deverá disputar com Nadal, no Masters de Cincinnati, a honra de destronar Andy Murray da liderança do “ranking” ATP.

Lesionado, o britânico já sabe que vai perder os pontos conquistados há um ano em Cincinnati e isso permitirá a Nadal ou Federer ultrapassa-lo no “ranking” ATP na atualização de 21 de agosto.


Como funciona o sistema de pontos do “ranking” ATP?


A pontuação no ATP tem a duração de 52 semanas consecutivas exceto para a final ATP no final da época com os melhores oito tenistas do mundo.

Os pontos conquistados por um tenista num determinado torneio são defendidos na edição seguinte do mesmo torneio. Quando começa a temporada os tenistas estão ordenados no “ranking” com os mesmos pontos com que fecharam a época anterior.

Se um tenista venceu um determinado Masters 1000 num ano, somando os respetivos 1000 pontos, no ano seguinte ele defende esses mesmos pontos. Se por acaso for derrotado nos quartos de final desse torneio, o tenista terá direito a 180 pontos, no entanto, dado que perde os mil ganhos na edição anterior, na pontuação do ranking esse tenista iria sofrer a subtração de 820 pontos (1000 – 180).