Última hora

Mais de quatro mil bombeiros combatem os incêndios que assolam grande parte do território de Portugal continental.

Segundo a Proteção Civil, apenas três distritos não estão à mercê das labaredas.

Ao início da noite, registavam-se mais de uma dezena de incêndios por controlar. Ferreira do Zêzere mostrava ser a situação mais complicada.

Segundo Patrícia Gaspar, “estamos neste momento a viver uma situação complexa no incêndio de Ferreira do Zêzere que passou já para o distrito de Castelo Branco, em concreto para a área de Vila de Rei”.

A adjunta nacional de operações, adiantou ainda que este domingo deflagraram 176 incêndios, em Portugal.

As situações mais preocupantes são, ferreira do Zêzere, Vila de Rei, Parada de Pinhão, no distrito de Vila Real, Carvalhosas, em Coimbra, Mealhada, em Aveiro e Louriçal do Campo, em Castelo Branco que já se alastrou ao concelho do Fundão.

Patrícia Gaspar informou ainda que várias aldeias, em todo o país tiveram de ser evacuadas.

Portugal acionou o Mecanismo Europeu de Proteção Civil.

De Espanha chegaram já três meios aéreos e três módulos terrestres de combate aos incêndios.

Devido às elevadas temperaturas que se fazem sentir, o país permanece em “alerta laranja” devido ao elevado risco de fogos.