Última hora

Bolt: "Não voltarei atrás com a decisão de sair do desporto"

O homem mais rápido do mundo fez o balanço da sua carreira e despediu-se para sempre

Em leitura:

Bolt: "Não voltarei atrás com a decisão de sair do desporto"

Tamanho do texto Aa Aa

O atletismo encerrou uma época. Terminou a era “Lightning Bolt”. Na última entrevista coletiva, depois da homenagem no Estádio Olímpico de Londres, onde foi ovacionado por mais de 55 mil fãs, no domingo, Usain Bolt falou aos jornalistas do dramático fim de prova na disputa dos 4×100 metros:

“Depois de perder os 100 metros, houve alguém que me disse ‘Usain, não te preocupes. Muhammad Ali também perdeu o último combate’. Dei provas ao longo de toda a minha carreira e não é um campeonato ou uma competição, ou o facto de não ter terminado a minha última corrida que vai alterar o quue fiz no desporto”.

O homem mais rápido do mundo aproveitou para sublinhar que não voltará atrás com a decisão de sair do desporto:

“Acho que vi muitas pessoas que depois de se terem reformado regressaram ao desporto apenas para fazer pior e se envergonharem. Quanto a mim, estou decidido a não voltar”.

Para trás, ficam 14 subidas ao pódio, 11 das quais em primeiro lugar, o recorde mundial de 9s58 na distância em 2009 em Berlim e oito medalhas de ouro em Olimpíadas.

In everything Give Thanks #Humbled #Thankful 🙌🏽

A post shared by Usain St.Leo Bolt (@usainbolt) on