Última hora

Última hora

Abusos em colégio católico argentino foram abafados durante décadas

Em leitura:

Abusos em colégio católico argentino foram abafados durante décadas

Abusos em colégio católico argentino foram abafados durante décadas
Tamanho do texto Aa Aa

Os escândalos de pedofilia na Igreja Católica chegam agora ao país natal do Papa Francisco, a Argentina, com a revelação de abusos cometidos num dos mais prestigiados colégios católicos de Buenos Aires. Rufino Varela tinha nove anos quando foi abusado por um padre: “Comecei a contar-lhe os abusos que tinha sofrido em casa, por parte de um leigo. Sentia-me culpado, era como uma confissão. Ele sentou-me na cama, pediu-me que tirasse as calças e as cuecas e depois que me deitasse de barriga para baixo. Então pôs-me uma almofada por cima da cabeça, abriu o armário e tirou um cinto de couro, ou algo assim, e começou a tocar-me”, conta ao repórter, antes de acrescentar: “Porque é que estes tipos andam à solta?”

A congregação da Irmandade Cristã, fundada na Irlanda por Edmund Rice e proprietária do colégio, já emitiu um comunicado a solidarizar-se com os alunos abusados. O caso foi alegadamente abafado ao longo de várias décadas. o colégio cardeal Newman tem um rol de antigos alunos ilustres, incluindo o atual presidente argentino Mauricio Macri