Última hora

Raqqa "quase" controlada

Os combates para garantir o controlo total do bastião do grupo Estado Islâmico na Síria continuam.

Em leitura:

Raqqa "quase" controlada

Tamanho do texto Aa Aa

As Forças da Síria Democrática (FSD) afirmam ter conquistado a maior parte do centro da cidade de Raqqa.

Os combates para garantir o controlo total do bastião do grupo Estado Islâmico na Síria continuam.

Os membros da aliança armada liderada por milícias curdas enfrentam agora os atiradores furtivos, os carros armadilhados e as emboscadas do Daesh.

“Em relação à cidade velha de Raqqa, está quase libertada. Quase 65% da cidade velha de Raqqa está controlada”, assegura o comandante das FSD, Gabar Derik.

Desde o início da ofensiva militar para retomar o controlo da cidade de Raqqa, em junho, mais de 100 mil pessoas foram obrigadas a fugir, segunda a Organização Internacional para as Migrações.

Mais de oito mil estão no campo de Ain Issa, a norte da cidade, à espera para poderem voltar para casa.

No sul do país, as forças do presidente Bashar al-Assad, apoiadas pela Rússia, tentam retomar o controlo do vasto deserto sírio que se estende do centro do país às fronteiras iraquianas e jordanas.

Na terça-feira, as forças do Exército Livre da Síria, apoiados pelo Ocidente, anunciaram ter abatido um avião da Força Aérea síria, na província de Sweida, perto da fronteira com a Jordânia.

A televisão estatal afirma que o Governo investiga as causas da queda de um avião.