Última hora

Última hora

Donald Trump culpa neonazis e antirracistas pela violência em Charlottesville

Numa discussão com os jornalistas na Torre Trump, em Nova Iorque, o Presidente dos Estados Unidos da América justificou a primeira declaração, no dia dos incidentes, por falta de informação.

Em leitura:

Donald Trump culpa neonazis e antirracistas pela violência em Charlottesville

Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump afirma que tanto os grupos de extrema-direita como os manifestantes antirracismo foram culpados pela violência que ocorreu no sábado em Charllottesville, no estado da Virgínia.

Numa discussão com os jornalistas na Torre Trump, em Nova Iorque, o Presidente dos Estados Unidos da América justificou a primeira declaração, no dia dos incidentes, por falta de informação.

No entanto, Trump afirma: “Olhei para as imagens com muita atenção, mais atenção do que vocês. Tínhamos um grupo de um lado, que era mau, e um grupo do outro lado que era também muito violento. Eu condenei os neonazis. Condenei vários grupos, mas nem todas aquelas pessoas eram neonazis. Acreditem em mim. Nem todas aquelas pessoas eram supremacistas brancos.”

Milhares de supremacistas brancos, membros do Ku Klux Klan e neonazis protestavam contra a decisão de remover uma estátua do general Robert E. Lee, que comandou as forças da Confederação na Guerra da Secessão dos Estados Unidos.

“George Washington era um dono de escravos? Então, agora, vamos retirar todas as estátuas de George Washington? Vamos derrubar estátuas de George Washington? E Thomas Jefferson? O que acham de Thomas Jefferson?. Vamos derrubar estátuas dele porque era um grande dono de escravos?”, questiona Trump.

As palavras de Donald Trump provocaram várias reações no país.

O antigo líder do Ku Klux Klan David Duke recorreu ao Twitter para agradecer ao presidente “pela honestidade e coragem para dizer a verdade e condenar os terroristas de esquerda.”


Já o líder dos democratas no Senado, Chuck Schumer, criticou Trump afirmando que “os grandes e bons presidentes americanos procuram unir e não dividir. As palavras de Donald Trump mostram que ele não é um deles.


Dizendo que ele não toma partidos, Donald Trump está claramente a escolher um. Quando David Duke e os supremacistas brancos aplaudem, está a fazer isso muito muito mal.”