This content is not available in your region

Mais de 20 mortos em descarrilamento na Índia

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
Mais de 20 mortos em descarrilamento na Índia

<p>Mais de 150 feridos e mais de 20 mortos – este é o balanço mais recente do descarrilamento de um comboio, no sábado, no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia. </p> <p>Concluídas as operações de resgate, começaram os trabalhos de remoção dos vagões acidentados, informou o ministro dos transportes ferroviários, Suresh Prabhu.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Restoration is top priority.7 coaches tackled. Also ensuring best possible medical care for the injured. Monitoring situation closely.</p>— Suresh Prabhu (@sureshpprabhu) <a href="https://twitter.com/sureshpprabhu/status/899136788735963138">20 de agosto de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>“As duas portas de saída estavam trancadas. Tentámos sair pela janela, mas havia corrente elétrica. Saímos cinco ou sete minutos depois. Só rezo a Deus para que não tenha que experimentar outro acidente assim na minha vida”, contou Pradeep Sharma, um dos passageiros.</p> <p>O Kalinga-Utkal Express vinha da cidade de Puri, quando o descarrilamento aconteceu, pelas 17h30 de sábado (13h em Lisboa) na localidade de Muzaffarnagar.</p> <p>No descarrilamento de um comboio em janeiro, no estado de Andhra Pradesh, morreram 29 pessoas e ficaram feridas 50. Em novembro, outro acidente ferroviário, no norte do país, causou 146 mortos e cerca de 200 feridos.</p> <p>A rede ferroviária indiana, com 65 mil quilómetros, é a quarta mais longa do mundo e conta com 1,3 milhões de funcionários e 12.500 comboios, que transportam diariamente cerca de 23 milhões de passageiros.</p>