Última hora

Encontrado cadáver desmembrado em zona onde se procura jornalista desaparecida

O dinamarquês Peter Madsen, dono do submarino onde se encontrava Kim Wall, confessou que a jornalista sueca sofreu um acidente dentro da embarcação e que deitou depois o cadáver ao mar.

Em leitura:

Encontrado cadáver desmembrado em zona onde se procura jornalista desaparecida

Tamanho do texto Aa Aa

Ainda não se sabe se o tronco de uma mulher encontrado perto da zona no mar Báltico onde se procura há vários dias a jornalista sueca Kim Wall faz parte do cadáver da mesma.

A autópsia permitirá desvendar o mistério. A jornalista sueca desapareceu quando entrevistava, no interior de um submarino de fabrico caseiro, o dinamarquês Peter Madsen, inventor do mesmo.

“Estivemos no local para resgatar o corpo. É o tronco de uma mulher. Digo tronco porque não tem cabeça, nem braços nem pernas”, sublinhou Jens Møller Jensen, chefe da unidade de homicídios da polícia de Copenhaga.

O dono do submarino confessou que a jornalista sofreu um acidente dentro da embarcação e que deitou depois o cadáver ao mar.

Peter Madsen encontra-se preso preventivamente por suspeita de homicídio involuntário.

Foi um ciclista que passeava pela ilha de Amager, a sul de Copenhaga, que descobriu as partes do cadáver.