This content is not available in your region

Suspeitos de ataques em Barcelona foram a Paris

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
Suspeitos de ataques em Barcelona foram a Paris

<p>Homens implicados nos atentados na Catalunha “fizeram uma viagem extremamente rápida a Paris”, antes dos ataques. Informação do ministro do Interior francês. Gerard Collomb, acrescentou que a questão está a ser investigada. </p> <p>O carro em que circulavam os suspeitos foi detetado por um radar da polícia de trânsito, por circular em excesso de velocidade. Desconhecem-se, para já os motivos da viagem à capital francesa. Collomb afirmou ainda os membros da “célula” catalã não estavam a ser controlados pelos serviços secretos gauleses. </p> <p>O jornal <em>Le Parisien</em> escrevia, esta terça-feira. que o veículo apanhado pelo radar é o mesmo utilizado no atentado de Cambrils e que seguiam quatro pessoas no seu interior. A mesma publicação escreve que a deslocação aconteceu a 11 de agosto e que o grupo pernoitou em Paris.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="fr" dir="ltr">Oise : à 210 km/h sur l’A1, il est filmé en train de boire et cause un accident <a href="https://t.co/Bo0v35qRKW">https://t.co/Bo0v35qRKW</a></p>— Le Parisien (@le_Parisien) <a href="https://twitter.com/le_Parisien/status/900029094842249217">22 de agosto de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> </p> <p>Segunda-feira foi confirmado, pela polícia catalã, em conferência de imprensa, que o Imã de Ripoll é uma das vítimas mortais da explosão de uma vivenda em Alcalá. Ele seria, ao que tudo indica, o cérebro desta célula e dos atentados que vitimaram 15 pessoas. </p> <p>Também na segunda-feira, as autoridades policiais abateram o alegado autor do ataque nas Ramblas. Vestia um colete que se pensou estar carregado de explosivos. Acabou por se descobrir que não.</p>