This content is not available in your region

Trump impõe novas sanções contra a Venezuela

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
Trump impõe novas sanções contra a Venezuela

<p>O presidente norte-americano, Donald Trump, assinou uma ordem executiva que decreta novas sanções contra a Venezuela. Washington proibiu a compra de novas obrigações emitidas pelo Estado venezuelano ou pela companhia petrolífera nacional, <span class="caps">PDVSA</span>.</p> <p>Uma mensagem para Nicolás Maduro, disse a embaixadora dos Estados Unidos junto da Organização das Nações Unidas, Nikki Haley:</p> <p>“Esta é uma mensagem forte para o povo da Venezuela e para Maduro. Não vamos tolerar a ditadura que está a tentar criar e não respeitaremos uma falsa Assembleia Constituinte.”</p> <p>Caracas já respondeu. O ministro dos Negócios Estrangeiros da Venezuela, Jorge Arreaza, acusa os Estados Unidos de promoverem uma crise humanitária no país:</p> <p>“A imposição de sanções ou a tentativa de impor sanções, assim como as ameaças militares, correspondem a políticas incivilizadas. Estamos na casa da lei, do direito internacional, dos princípios elementares da Carta das Nações Unidas, do respeito pela soberania dos povos, da não interferência e as Nações Unidas não podem – como dissemos ao Secretário Geral – ficar de braços cruzados e não condenar estas ações.”</p> <p>Jorge Arreaza encontrou-se esta sexta-feira em Nova Iorque com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, o primeiro encontro entre Guterres e Arreaza, nomeado no dia 2 de agosto para chefiar a diplomacia venezuelana.</p> <p>Os Estados Unidos tinham já aplicado sanções contra Maduro e contra antigos e atuais funcionários do governo venezuelano.</p> <p>Donald Trump disse, no dia 11 de agosto, que uma intervenção militar na Venezuela era uma das opções.</p> <p>As Nações Unidas condenaram já uma eventual intervenção norte-americana para resolver a crise.</p>