Última hora

Mundiais de canoagem: Fernando Pimenta é vice-campeão de K1 1000m

O bicampeão europeu falhou por pouco o primeiro título mundial; Teresa Portela foi sétima na final de K1 500m.

Em leitura:

Mundiais de canoagem: Fernando Pimenta é vice-campeão de K1 1000m

Tamanho do texto Aa Aa

O português Fernando Pimenta conquistou este sábado a medalha de prata em K1 1000 metros, nos Campeonatos do Mundo de canoagem, que decorrem em Racice, na República Checa.

O bicampeão da Europa da distância procurava o primeiro título mundial, mas concluiu a prova no segundo lugar, a 239 milésimos de segundos do vencedor, o alemão Tom Liebsche, cronometrado em 3.37,754 minutos. O checo Jozef Dostal ficou no terceiro lugar.

“Assim é o desporto. Uma vezes vencemos, outras ficamos com a medalha de prata. Outros ficaram em quarto lugar. Nem todos podemos chegar ao pódio, nem todos podíamos ganhar . Dei o meu máximo. Senti-me bem e confiante. Sabia que estava tudo em aberto. Aqui, a canoagem está com um nível muito forte. Houve atletas medalhados nos Jogos a ficar fora das finais. Provavelmente, se daqui a meia hora repetíssemos a prova o pódio poderia ser diferente. Foi uma prova muito aberto, muito bem disputada. Consegui ser vice-campeão do mundo”, afirmou o canoísta à RTP após a prova.



Bronze nos Mundiais de 2015 em Milão, Itália, Pimenta terá nova oportunidade de medalha no domingo, em K1 5000, distância que não integra o programa olímpico.

“Parabéns Fernando Pimenta! Medalha de prata em K1 1000m no campeonato do mundo! Um orgulho para a Canoagem e para Portugal”, escreveu o secretário de Estado da Juventude e Do Desporto, João Paulo Rebelo na sua conta no Twitter.


Pela mesma via, o gabinete do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, manifestou “orgulho” pela “dedicação e superação a que [Fernando Pimenta] tem habituado os portugueses”.

O governo português felicitou Fernando Pimenta pela conquista da medalha de prata em K1 1.000 metros nos Campeonatos do Mundo de canoagem, que decorrem em Racice, na República Checa.

Teresa Portela foi sétima classificada na final de K1 500. A portuguesa completou a prova com 1.52,254 minutos, ficando a quase quatro segundos da nova campeã, a bielorrussa Volha Khudzenka, que bateu a neozelandesa Lisa Carrington por 289 milésimos de segundo. A dinamarquesa Emma Astrand Jorgensen terminou a 2,044 segundos e conquistou o bronze.


Teresa Portela vai tentar ainda esta tarde apurar-se para a final de K1 200 e, com Joana Vasconcelos, Francisca Laia e Márcia Aldeias, para a de K4 500.

A medalha de prata em K1 1000 metros conquistada por Fernando Pimenta em Racice, República Checa, é a sétima do historial de Portugal em Campeonatos do Mundo de canoagem.



Medalha de bronze em 2015, nos Mundiais de Milão, e bicampeão europeu em título na mesma distância, Pimenta é o único português com presenças no pódio de K1 em campeonatos do mundo, tendo ainda participação em mais duas medalhas.


Em 2010, o limiano e João Ribeiro alcançaram a prata de K2 500, em Poznan, na Polónia, juntando-se a Emanuel Silva e David Fernandes para repetirem o segundo lugar em K4 1000 nos Mundiais de 2014, em Moscovo.

A única medalha de ouro portuguesa foi conquistada por Emanuel Silva e João Ribeiro em 2013, em K2 500, distância não olímpica.

Medalhas de Portugal nos Mundiais de velocidade:

  • 1989 – K1 10.000 José Garcia, bronze, Plovdiv, Bulgária.
  • 2009 – K4 200 Helena Rodrigues/Teresa Portela/Joana Sousa/ Beatriz Gomes, bronze, Dartmouth, Canadá.
  • 2010 – K2 500 Fernando Pimenta/João Ribeiro, prata, Poznan, Polónia.
  • 2013 – K2 500 Emanuel Silva/João Ribeiro, ouro, Duisburgo, Alemanha.
  • 2014 – K4 1.000 Fernando Pimenta/Emanuel Silva/João Ribeiro/David Fernandes, prata, Moscovo, Rússia.
  • 2015 – K1 1.000 Fernando Pimenta, bronze, Milão, Itália.
  • 2017 – K1 1.000 Fernando Pimenta, prata, Racice, República Checa.


Texto: Lusa
Edição: Francisco Marques