Última hora

Judo: Favoritos fora do pódio em Budapeste

Foi um dia com surpresas, o quarto dos campeonatos mundiais de Judo, que estão a decorrer em Budapeste, com os favoritos nos -81kg a serem afastados.

Em leitura:

Judo: Favoritos fora do pódio em Budapeste

Tamanho do texto Aa Aa

Foi um dia com surpresas, o quarto dos campeonatos mundiais de Judo, que estão a decorrer em Budapeste. Na categoria masculina de -81kg o número 124, em termos mundiais, o alemão Alexander Wieczerzak e o 61º, o italiano Matteo Marconcini superaram todos os favoritos e chegaram à final. No último duelo protagonizaram, mais uma vez, um excelente combate. Mas só pode haver um vencedor. A vitória acabou por sorrir ao alemão, por ippon:

“Estou tão confuso, sou campeão mundial. Parece incrível, a última vez que fui campeão mundial foi em 2010, mas de juniores. Agora sou campeão mundial, em Budapeste. É realmente incrível”, desabafou Wieczerzak.

Na competição feminina de -63 kg a campeã Olímpica e defensora do título mundial, a eslovena Tina Trstenjak enfrentou a número 3 mundial, a francesa Clarisse Agbegnenou e perdeu. Foi a quarta vez que estas duas amigas de longa data se enfrentaram em finais de grandes eventos, uma delas nos Jogos Olímpicos do Rio, nas três anteriores o resultado tinha sido sempre o mesmo, a vitória eslovena. Desta vez a judoca francesa, de 24 anos, foi mais forte e dominou a adversária:

“Perdi tantas vezes uma final contra a Tina. Desta vez trabalhei, arduamente, em algumas coisas, pensei em coisas diferentes e funcionou! Fui paciente, estava concentrada, funcionou tudo e estou feliz”, afirmou Agbegnenou.

De ressaltar que, pela primeira vez, desde o início do evento, o Japão não obteve nenhuma medalha.

O convidado de hoje é Tamás Aján, Presidente da Federação Internacional de Halterofilismo e membro do Comité Olímpico Internacional. A sua judoca favorita, nas competições do dia foi a jovem francesa:

“Ela é muito dinâmica, boa lutadora e, mesmo quando vai ao tatâmi, vi a expressão dela, a forma com se preparou para uma luta forte. Eu e, os espectadores em geral, ficámos estáticos a ver o que ela fez no tatâmi, foi muito bom”,explicou Aján.

Momento do Dia

O momento do quarto dia foi a eliminação da maioria dos favoritos na categoria -81kg. O canadiano Antoine Valois-Fortier na primeira ronda, o russo e, número 1 mundial, Alan Khubetsov, na segunda, o campeão japonês e defensor do título Nagase Takanori na quarta e o atual campeão olímpico, o russo Khasan Khalmurzaev, nas meias-finais.

Nesta categoria os judocas portugueses João Martinho e Anri Egutidze foram eliminados. Egutidze ainda venceu, na estreia, o italiano Antonio Esposito, com dois ‘waza-ari’, esteve bem no combate com o japonês Takanori Nagase, que tinha já dois castigos, mas acabou por perder por ippon.