Última hora

Naufrágio mata 38 rohingya

Mais 38 pessoas de etnia Rohingya naufragadas quando fugiam à violência na Birmânia

Em leitura:

Naufrágio mata 38 rohingya

Tamanho do texto Aa Aa

Sobe para 38 o número de vítimas dos naufrágios de vários barcos que transportavam muçulmanos da minoria “rohingya” que fugiam da violência na Birmânia. Um número avançado pelas autoridades do Bangladesh.

Pelo menos 18.500 pessoas desta minoria muçulmana procuraram refúgio no Bangladesh durante a última semana.
Muitos tentam a sorte em jangadas de pesca no rio Naf, que marca a fronteira entre os dois países, mas a corrente costuma ser perigosa nesta altura de monções.

Considerados como estrangeiros na Birmânia, onde mais de 90% da população é budista, os Rohingya não vêm a cidadania reconhecida e, segundo as Nações Unidas,
são uma das minorias mais perseguidas do planeta.

O resurgimento do nacionalismo na Birmânia nos últimos anos tem aumentado a hostilidade contra os Rohingya. Encontram-se privados do acesso ao mercado de trabalho, ao sistema escolar e aos serviços públicos de saúde.

Já estão no Bangladesh mais de 400 mil refugiados Rohingya que fugiram de anteriores surtos anteriores de violência. O acesso ao Bangladesh foi recusado a uma parte dos refugiados nos últimos dias, apesar dos repeidos apelos apelos da comunidade internacional.