Última hora

Justiça russa nega pedido de Serebrennikov

Cineasta russo Kirill Serebrennikov irá continuar em prisão domiciliária

Em leitura:

Justiça russa nega pedido de Serebrennikov

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça russa negou o pedido de Kirill Serebrennikov para ser libertado sob caução mas atenuou as condições da sua prisão domiciliária. O cineasta, crítico assumido do regime de Vladimir Putin, terá agora o direito de abandonar o seu apartamento durante duas horas por dia.

Serebrennikov foi detido a 22 de agosto e enfrenta uma pena de dez anos de prisão caso seja considerado culpado de desvio de dinheiros públicos.

Em causa está um financiamento de 68 milhões de rublos, cerca de um milhão de euros, concedido pelo Estado e entre 2011 e 2014 a um projeto da companhia de teatro que o russo dirigia.