Última hora

Bruxelas vai manter vigilância no caso dos ovos contaminados

A União Europeia não vai aprovar punições contra a Bélgica e a Holanda, países de origem do caso envolvendo os ovos contaminados com o pesticida tóxico fipronil, mas vai manter-se muito vigilante nesta área.

Em leitura:

Bruxelas vai manter vigilância no caso dos ovos contaminados

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia não vai aprovar punições contra a Bélgica e a Holanda, países de origem do caso envolvendo os ovos contaminados com o pesticida tóxico fipronil, mas vai manter-se muito vigilante nesta área.

O tema foi abordado na reunião dos ministros da Agricultura da União Europeia, terça-feira, na Estónia.

“Espero que o sistema europeu de alerta rápido esteja a funcionar como deveria, de acordo com seu nome. Não foi assim no passado. Infelizmente, há meses que existia informação mas não nos foi transmitida”, disse o governante alemão, Christian Schmidt.

Portugal está entre os 26 Estados-membros afetados, embora a quantidade de ovos contaminados comprados na Bélgica por um português tenha sido pequena, revelou a Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica.

“Estaremos extremamente vigilantes e não vamos tolerar que as ações de alguns indivíduos ponham em causa a integridade, a reputação e a estabilidade de toda a cadeia alimentar, um dos pilares económicos da União Europeia”, garantiu o comissário europeu para a Saúde e Segurança Alimentar, Vytenis Andriukaitis.

A contaminação de dezenas de milhões de ovos, divulgada em agosto, resulta da desinfestação de explorações de galinhas com um produto contendo um antiparasitário proibido na cadeia alimentar.